25

Estou com essa dúvida. Estamos montando um sistema onde existe um modal que faz um questionamento ao usuário se ele deseja efetuar tal operação ou não.

A minha dúvida surgiu em relação à posição do botão de confirmação, se ele dever ficar à direita ou à esquerda, por conta da experiência do usuário.

Sempre costumo colocar o botão "Sim" à direta se os botões estiverem alinhados à direita, e à esquerda se estiver alinhado à esquerda.

Exemplo:

<div style="text-align:right">
<button>Não</button>
<button>Sim</button>
</div>

<div style="text-align:left">
<button>Sim</button>
<button>Não</button>
</div>

Porém esse é um padrão que "aprendi sozinho". Mas me preocupo com a questão da experiência do usuário.

Atualmente tenho um modal que está dessa forma:

inserir a descrição da imagem aqui

Porém, como os botões estão centralizados, fico na dúvida qual seria a melhor alinhamento do botão "Sim", para melhorar a experiência do usuário.

Então, tenho as seguintes dúvidas:

  • Por questão de experiência do usuário, botões de confirmação deve ficar a direita ou esquerda?

  • O alinhamento dos botões influenciaria onde eu deveria alinhá-los?

  • Alinhamento de botões centralizados, o botão "Sim", por conta da experiência do usuário, deveria ser alinhado à direita?

14

Introdução necessária

Antes de mais nada, um esclarecimento sobre o que é uma "questão de experiência de usuário" (caso contrário, todo o conteúdo aqui fica simplesmente genérico de mais a ponto de receber votos para fechamento ou argumentos equivocados de que é apenas baseado em opiniões). Considere o seguinte diagrama (baseado no livro Designing Pleasurable Products):

inserir a descrição da imagem aqui

Essa pirâmide é diretamente inspirada na Pirâmide de Maslow, só que ao invés de tratar das necessidades primárias dos seres humanos de forma geral trata das necessidades primárias dos seres humanos em relação a um produto qualquer. A ideia é que existe uma hierarquia de importância, de forma que a função (funcionalidade) de um produto é o mais imediatamente relevante, seguido do quão fácil é sua utilização (usabilidade) e por fim do quão agradável é utilizá-lo (prazer). A experiência do usuário é o resultado de todos esses níveis quando um produto (no nosso caso, um produto de software) é utilizado por uma pessoa.

Posicionamento de botões

A sua pergunta é essencialmente sobre o posicionamento dos botões. Mas, no exemplo que você fornece, não há uma resposta imediatamente correta. Você menciona o seguinte:

"Sempre costumo colocar o botão "Sim" à direta se os botões estiverem alinhados à direita, e à esquerda se estiver alinhado à esquerda."

Isso também não tem nada necessariamente errado, a não ser que você faça essas distinções em um mesmo sistema de software ou em uma mesma família de aplicações. Se você quer facilitar o uso por parte dos seus usuários (segundo nível na pirâmide - usabilidade), é bom manter o mesmo padrão em toda a aplicação.

Então, nesse caso, escolha um padrão e use-o sempre. Eu diria que como a nossa escrita/leitura (ocidental) é realizada da esquerda para a direita e de cima para baixo, talvez faça sentido deixar o botão mais relevante à frente do outro (por "à frente", significa mais à direita/acima), já que ele vai ser lido primeiro. Mas na realidade isso importa pouco em decisões binárias, pois o usuário ainda vai precisar parar para ler e entender a pergunta, e também ler ambas as opções disponíveis para tomar sua decisão. Nesse aspecto, o uso de padrão só facilita porque se o usuário confiar que o padrão é mantido, ele pode ler apenas a mensagem e então clicar seguramente no botão apropriado usando apenas o critério direita/esquerda ou cima/baixo.

Outras questões que podem ser mais relevantes

Além do posicionamento (que é o que você efetivamente pergunta), há outros aspectos que podem ser relevantes para a experiência do usuário na sua interface e que você não menciona (talvez porque sequer os tenha notado). São eles:

  1. Cores. A interação no seu sistema é baseada em mouse e/ou toque, ou o usuário utiliza alguma outra forma? Se a interação depende de clique do mouse ou toque com os dedos, a definição de cores tem pouco impacto. No seu exemplo você só estaria enfatizando o botão "Sim", mas o usuário tem pouco o que duvidar. Mas, imagina um sistema em que o usuário utiliza as setas do teclado (ou o botão direcional de um joystick em um videogame) para mudar a "seleção" do botão ativo, e então pressiona ENTER (ou o botão X) para ativar a seleção atual. Nesse caso, a escolha de cores é fundamental para evitar confusões. Principalmente em escolhas binárias! Se eu tenho apenas duas opções de cores distintas, e ao pressionar uma seta a "seleção" muda de uma para a outra, como eu faço para saber qual está de fato selecionada? Na sua imagem de exemplo, o que significaria seleção num contexto desse? É a cor mais escura (gradiente vermelho), ou é a cor mais clara (cinza)? No seu exemplo o usuário talvez possa inferir que é a cor mais escura dado o fato de que todo o entorno é mais claro, mas essa indicação seria muito mais claramente dada se ao mudar a seleção uma animação literalmente movesse a "caixa de seleção" mais lentamente de uma opção para a outra. Em decisões que não são binárias esse problema é menos crítico, porque o usuário percebe pela mudança de seleção que há apenas uma dentre muitas opções que é de fato diferente.

  2. Interrupção desnecessária. Uma caixa de diálogo desse tipo tem o objetivo de perguntar ao usuário uma informação relevante ou de evitar que ele cometa erros. O exemplo clássico disso é no MS Word, quando você digitou todo o seu TCC, ainda não gravou as alterações, e clica no menu "sair". O software te interrompe e pergunta se você realmente deseja sair sem gravar, prevenindo assim que você cometa um erro terrível e tenha uma péssima experiência de uso. Mas, isso não quer dizer que o uso de caixas de diálogo deve ser um padrão usado indiscrimidamente. Uma pergunta que você deve se fazer é: essa interrupção é realmente relevante no processo de uso? Por exemplo, eu uso um aplicativo de lanterna no meu celular que todas as vezes que eu escolho a opção "sair" ele me interrompe com a pergunta: "Você tem certeza que deseja sair?". E eu penso: "Não! Eu só cliquei em 'sair' porque eu estava com saudades de ler essa mensagem!". Isso é muito chato em momentos em que eu quero rapidamente alternar entre aplicações. Não há perigo algum em me deixar prosseguir imediatamente com a ação, pois não há potencial perda de nada. No seu caso, a primeira parte da mensagem tem um pouco esse caráter ("Tem certeza que deseja fazer o que você acabou de solicitar?"), e talvez apenas a segunda parte tenha algum fundamento de proteção na usabilidade (novamente, segundo nível da pirâmide). Mas, há formas mais agradáveis de fazer essa proteção (movendo agora para o terceiro nível da pirâmide - prazer). Por exemplo, supondo que a conferência de produtos tenha sido feita em um formulário anterior e precisa ser atestada pelo usuário, você pode utilizar um checkbox que somente quando selecionado habilite o botão de continuar. E assim, você evita uma caixa de diálogo totalmente desnecessária e disruptiva.

  3. Aproveitamento de espaço. A ideia de centralizar os botões é passar ao usuário uma sensação de aproveitamento de espaço. Isso está relacionado com às nossas capacidades de percepção. Quando uma caixa de diálogo é exibida, nosso olhar percorre primeiramente a parte mais central e só então vaga para as demais áreas periféricas (sendo atraído então por signos mais constrastantes). Vale a pena fazer uma análise da área disponível versus o tamanho das mensagens de texto exibidas. Talvez seja possível aumentar o tamanho dos botões e da fonte de seus textos, para facilitar também para usuários com dificuldades de leitura.

7

Quais são as melhores práticas no alinhamento dos botões ?

Esta questão vária de layout para layout mas você pode notar que os botões de modais são alinhados a direita, os botões devem ser organizados por ordem de importância, digo por utilização, imagine a inserção de um post em uma rede social. Ele destacará o botão Post mais a direita do que o Cancelar, isto por que ele entende que será a ação mais provável do usuário.

Este mesmo conceito pode ser levado para outros tipos de layout como por exemplo um formulário com vários passos (steps), geralmente são utilizados botões a direita informando Próximo, ou Prosseguir.

Botões alinhados a esquerda são geralmente utilizados para concluir uma ação, exemplo formulário de contato.

Quando é bom alinhar os botões ao centro?

É interessante alinhar ao centro quando você quiser destacar alguma informação. Por exemplo, se você deixar o seu Sim/Não 30% maior e colocar um texto chamativo.

Aconselhado: Identificar os casos citados acima e alinhar o seu layout conforme cada situação, é ruim entrar em um sistema que possui botões alinhados na esquerda,direita e centro. Padronizar ajuda bastante.

Recomendação: User Experience - What are the best practices of button alignment?

  • Você ajudou o amigo do modal a mudar de opnião ;) – Wallace Maxters 15/12/15 às 19:39
6

Se tratando de UX, para uma melhor experiência de usuário, as disposições dos elementos devem ser posicionadas de maneira a guiar o usuário para uma melhor resposta.

O usuário não pode ser indagado ou instigado a executar uma ação em certas situações como essa. Por exemplo, nós lemos da esquerda para a direita e obviamente dois botões um "Vermelho" e um branco, mesmo que eu queira clicar no branco me instiga a clicar no vermelho. Então, primeiramente os botões deveriam ser da mesma cor porque assim o usuário não será influenciado na ação. Sobre estar no lado esquerdo ou direito acredito não ter problema se as cores estiverem iguais porque repetindo, assim você joga a decisão para o usuário sem intervenção.

  • 4
    Concordo que o importante é guiar o usuário para uma melhor resposta. E por isso mesmo às vezes o que é necessário é sim influenciar o usuário na ação. Um exemplo são as confirmações de operações perigosas, que precisam transmitir a ideia de que são destrutivas, mas sem "instigar" o usuário a escolhê-la. (PS: o -1 não fui eu ;)) – bfavaretto 15/12/15 às 19:22
  • "Deseja dropar o banco de dados" deveria estar em qual lado @bfavaretto? kkkkk – Wallace Maxters 15/12/15 às 19:28
  • @bfavaretto concordo com você sim e acredito então que depende do objetivo da ação, no caso dessa modal não deveria influênciar porque o usuário precisa conferir os produtos antes de clicar em um dos botões. pois esta escrito "você tem certeza que deseja confirmar o recebimento...". – Miguel Batista 15/12/15 às 19:30
4

Você poderia pesquisar mais sobre IHC (interação humano computador), porém desde já te adianto que não existe uma reposta certa para sua pergunta, suas perguntas são extremamente variáveis. Pois o foco é a experiência do usuário.

Os usuários podem estar acessando de localidades diferentes, podem ser de culturas diferentes, podem utilizar sistemas de escrita diferentes, dispositivos distintos e até mesmo o fato de ser destro ou canhoto pode influenciar a experiência do usuário (não estou dizendo que o web-designer deve magicamente saber de tudo isso ou prever todas as possibilidades).

Isso sem falar na questão das paletas de cores, alinhamento, tipografia e outras coisas afins de design.

Falar que um elemento deve ficar em uma coordenada específica é simplesmente opinião, teoria. Na prática, o importante é ser intuitivo e coerente (manter um padrão).

  • Sobre ser destro e canhoto: Não tem como o desenvolvedor advinhar isso. Em relação as outras culturas, eu concordo em partes, pois geralmente alguns sistemas são desenvolvidos para "o mundo", e outros "para a localidade" – Wallace Maxters 15/12/15 às 19:50

protegida por Wallace Maxters 27/01/16 às 11:44

Thank you for your interest in this question. Because it has attracted low-quality or spam answers that had to be removed, posting an answer now requires 10 reputation on this site (the association bonus does not count).

Would you like to answer one of these unanswered questions instead?

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.