7

Meu sistema existe uma classe que atualmente é uma classe comum para várias situações, abaixo algum dos outros modelos para exemplificar

public class Servico
{
   public int Id {get;set;}
   public string Nome {get;set;}
   public decimal? Valor {get;set;}
}
public class Coleta : Servico
{
    //dados da colheita
}
public class Faturamento
{
    public ICollection<Servico> Servicos {get;set;}
}

Então, esse Serviço poderá ser cadastrado como

var servico = new Servico("Coleta de sangue",5.00);

Serviço é um model comum, apenas para não haver repetição de registros e para o usuário escolher em um select o ou os serviços, sem a necessidade de ter que cadastrar novamente

Mas a Coleta também é um serviço, que pode ou não ser realizado na empresa, caso for realizado dentro da empresa, ele terá seu outros campos...

Mas como eu posso impedir de quando eu for fazendo várias coletas, minha Lista de registros de serviços não fique enorme? Ou seja, o model Servico é apenas uma referencia simples, já o Coleta, é um model mais completo, que pode existir ações dentro dele

[Edit]

Um exemplo em passo a passo do processo.

  1. Cadastro do serviço (Coleta de sangue)
  2. Referenciado em uma ordem de serviço
  3. Se for feito na empresa, a TELA é própria, com outros campos, etc, representado pela classe Coleta
  4. Ir para o faturamento como Serviço

O que eu estou fazendo, deixo em uma constant o nome do Serviço Coleta de Sangue, não deixo o usuário editar, e quando gero uma ordem de serviço, eu gero uma classe de Coleta.cs caso for feito na empresa (tem na view um checkbox falando se é feito lá ou por terceiros)

Também poderia ter dentro da classe Coleta.cs, um ServicoId, então selecionar ele, quando for fazer a Coleta, entretanto é chato e ruim para o usuário, já que é a Coleta de Sangue e não outro serviço, também, se ele tiver muitos serviços, é ruim pra ficar buscando.

  • Isto parece ser código do Entity Framework. Se você colocar as tags, posso tentar responder. – Leonel Sanches da Silva 25/11/15 às 3:58
  • @CiganoMorrisonMendez sim, também pode ser válida na modelagem do db mesmo, já editei – Rod 25/11/15 às 10:50
3

No Entity Framework, para o caso de heranças, é criada a tabela com o nome da classe ancestral, com todos os campos das classes derivadas, e uma coluna a mais chamada de discriminator. O preenchimento desta coluna extra é feito pelo próprio framework.

Para tratar especificamente de um Serviço ou de uma Coleta, crie um DbSet<> para cada:

public DbSet<Servico> Servicos { get; set; }
public DbSet<Coleta> Coletas { get; set; }

Se você extrair a sentença gerada a partir de qualquer IQueryable<Coleta>, verá que selects, inserts, updates e deletes referenciam Servicos, e não Coletas.

Agora, se você não quiser usar dois DbSet<>, não tem problema: o operador OfType<> resolve qual classe você está querendo selecionar:

var coletasDeServicos = db.Servicos.OfType<Coleta>().Where(...).ToList();
1

Isso vai depender da sua regra de negócios.

Quando você vai adicionar Coletas a sua lista de serviços você pode realizar este tratamento.

Por exemplo, só pode ter 10 coletas na lista, então você trata o método que usa para adicionar. Ao adicionar verifica se há muitas coletas e toma a decisão desejada (pode ser excluir as coletas mais velhas ou parar de incluir).

Agora se você trabalha no banco de dados, pode ir adicionando, mas ao consultar pode consultar apenas uma determinada quantidade. Procedimento conhecido por paginação.

  • Não é bem paginação, a dúvida ta mais para modelagem e regra de negócio... – Rod 25/11/15 às 10:52

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.