6 replaced http://pt.stackoverflow.com/ with https://pt.stackoverflow.com/
fonte | link

Finalmente encontrei o tempoencontrei o tempo pra dar a minha resposta. :)

Detecção de faces em imagens digitais é um problema relevante e atual, e como você mesmo percebeu o OpenCV já tem um algoritmo bacana para isso: trata-se do algoritmo de Viola-Jones para a detecção de objetos (também popularmente chamado de Haar Cascade ou somente Cascade). Eu já dei uma explicação breve de como ele funciona nesta outra respostanesta outra resposta, mas essencialmente ele utilizar um modelo previamente treinado para detectar um tipo específico de objeto de interesse (no seu caso, uma face humana). O OpenCV já vem com alguns modelos treinados, para detectar por exemplo faces humanas frontais, faces laterais (em perfil), nariz, olhos, boca, corpo inteiro, sorrisos, etc. Dê uma olhada nos arquivos encontrados na pasta build\etc\haarcascades da sua instalação do OpenCV. Mas, você pode também treinar o seu próprio detector. Há inúmeros tutoriais úteis na Internet, tal como esse.

Finalmente encontrei o tempo pra dar a minha resposta. :)

Detecção de faces em imagens digitais é um problema relevante e atual, e como você mesmo percebeu o OpenCV já tem um algoritmo bacana para isso: trata-se do algoritmo de Viola-Jones para a detecção de objetos (também popularmente chamado de Haar Cascade ou somente Cascade). Eu já dei uma explicação breve de como ele funciona nesta outra resposta, mas essencialmente ele utilizar um modelo previamente treinado para detectar um tipo específico de objeto de interesse (no seu caso, uma face humana). O OpenCV já vem com alguns modelos treinados, para detectar por exemplo faces humanas frontais, faces laterais (em perfil), nariz, olhos, boca, corpo inteiro, sorrisos, etc. Dê uma olhada nos arquivos encontrados na pasta build\etc\haarcascades da sua instalação do OpenCV. Mas, você pode também treinar o seu próprio detector. Há inúmeros tutoriais úteis na Internet, tal como esse.

Finalmente encontrei o tempo pra dar a minha resposta. :)

Detecção de faces em imagens digitais é um problema relevante e atual, e como você mesmo percebeu o OpenCV já tem um algoritmo bacana para isso: trata-se do algoritmo de Viola-Jones para a detecção de objetos (também popularmente chamado de Haar Cascade ou somente Cascade). Eu já dei uma explicação breve de como ele funciona nesta outra resposta, mas essencialmente ele utilizar um modelo previamente treinado para detectar um tipo específico de objeto de interesse (no seu caso, uma face humana). O OpenCV já vem com alguns modelos treinados, para detectar por exemplo faces humanas frontais, faces laterais (em perfil), nariz, olhos, boca, corpo inteiro, sorrisos, etc. Dê uma olhada nos arquivos encontrados na pasta build\etc\haarcascades da sua instalação do OpenCV. Mas, você pode também treinar o seu próprio detector. Há inúmeros tutoriais úteis na Internet, tal como esse.

5 adicionou 22 caracteres ao conteúdo
fonte | link

O colega @AndersonBS já te deu o caminho das pedras na resposta dele: uma vez tendo a região (um objeto cv::Rect com o retângulo definido pelas coordenadas x e y, largura width e altura height) onde está a face humana, copiar algo em cima é relativamente trivial, pois basta utilizar essa região de interesse (ROI, em inglês, Region of InterestRegion of Interest) para copiar uma imagem sobre a outra.

Mas não se preocupe, pois há essa ferramenta que eu também construí para permitir ajustar manualmente os pontos e que pode ser utilizada para melhorar o avatar (a ferramenta depende apenas do Qt pois ela intencionalmente se integra ao face-fit como um executável externo). Após manualmente ajustar as marcas faciais, a ferramente permite exportá-las para o formato points do CSIRO SDK:

O colega @AndersonBS já te deu o caminho das pedras na resposta dele: uma vez tendo a região (um objeto cv::Rect com o retângulo definido pelas coordenadas x e y, largura width e altura height) onde está a face humana, copiar algo em cima é relativamente trivial, pois basta utilizar essa região de interesse (ROI, em inglês, Region of Interest) para copiar uma imagem sobre a outra.

Mas não se preocupe, pois há essa ferramenta que eu também construí para permitir ajustar manualmente os pontos e melhorar o avatar (a ferramenta depende apenas do Qt pois ela intencionalmente se integra ao face-fit como um executável externo). Após manualmente ajustar as marcas faciais, a ferramente permite exportá-las para o formato points do CSIRO SDK:

O colega @AndersonBS já te deu o caminho das pedras na resposta dele: uma vez tendo a região (um objeto cv::Rect com o retângulo definido pelas coordenadas x e y, largura width e altura height) onde está a face humana, copiar algo em cima é relativamente trivial pois basta utilizar essa região de interesse (ROI, em inglês, Region of Interest) para copiar uma imagem sobre a outra.

Mas não se preocupe, pois há essa ferramenta que eu construí para permitir ajustar manualmente os pontos e que pode ser utilizada para melhorar o avatar (a ferramenta depende apenas do Qt pois ela intencionalmente se integra ao face-fit como um executável externo). Após manualmente ajustar as marcas faciais, a ferramente permite exportá-las para o formato points do CSIRO SDK:

4 adicionou 77 caracteres ao conteúdo
fonte | link

O essencial, que ésão o rastreador e o transferidor de expressões, já funciona(m) corretamente na minha portabilidade que eu fiz para Windows. Você precisa apenas instalar (e ter no Path) o Cygwin para poder compilar. O restante dos projetos (e principalmente os scripts Bash de apoio para integração com o ffmpeg) eu admitidamente ainda não testei até esse momento. Também, as bibliotecas geradas foram transformadas em estáticas no Windows (só porque era mais fácil e rápido - a exportação para DLL não funcionava em funções que usavam estruturas de dados do OpenCV).

O essencial, que é o rastreador e o transferidor de expressões, já funciona corretamente na minha portabilidade para Windows. Você precisa apenas instalar (e ter no Path) o Cygwin para poder compilar. O restante dos projetos (e principalmente os scripts Bash de apoio) eu admitidamente ainda não testei até esse momento. Também, as bibliotecas geradas foram transformadas em estáticas no Windows (só porque era mais fácil e rápido - a exportação para DLL não funcionava em funções que usavam estruturas de dados do OpenCV).

O essencial, que são o rastreador e o transferidor de expressões, já funciona(m) corretamente na portabilidade que eu fiz para Windows. Você precisa apenas instalar (e ter no Path) o Cygwin para poder compilar. O restante dos projetos (e principalmente os scripts Bash de apoio para integração com o ffmpeg) eu admitidamente ainda não testei até esse momento. Também as bibliotecas geradas foram transformadas em estáticas no Windows (só porque era mais fácil e rápido - a exportação para DLL não funcionava em funções que usavam estruturas de dados do OpenCV).

3 adicionou 720 caracteres ao conteúdo
fonte | link
2 adicionou 2582 caracteres ao conteúdo
fonte | link
1
fonte | link