We changed our privacy policy. Read more.

Ajuda do markdown

recolher | a seção acima é um trecho retirado da da ajuda de edição, abaixo.

Recuar quatro espaços para criar um bloqueio <pre> <code> de escape:

    printf("%d\n", 42);  /* qual foi a
                            pergunta novamente? */

Você também pode selecionar o texto e pressionar CTRL+K para alternar indentação de código.

O texto será contigo em tags e exibido em uma fonte monoespaçada. Os primeiros quatro espaços serão removidos, mas todos os outros espaços em branco serão preservados.

Markdown e HTML são ignorados dentro de um bloco de código:

    <blink>
       Você odiaria isto se ele não estivesse      encapsulado em um bloqueio de código.
    </blink>

Ao invés de usar indentação, você também pode criar blocos de código usando “cercas de código“, consistindo de três ou mais acentos graves ou tis:

```
alert(false);
```

~~~
alert(true);
~~~

Use acentos graves para criar um intervalo <code> em linha:

O caractere `$` é apenas um atalho para `window.jQuery`.

(A tecla de acento grave está no canto superior esquerdo da maioria dos teclados.)

Igualmente aos blocos de código, intervalos de código serão apresentados em fonte monoespaçada. Markdown e HTML não serão interpretados dentro deles. Note que, diferentemente dos blocos de código, intervalos de código requerem que você manualmente escape qualquer HTML dentro dele.

Se o seu código contém acentos graves, você precisará usar vários acentos graves como delimitadores:

O nome ``Tuple`2`` é um nome do tipo .NET válido.

Termine uma linha com dois espaços para adicionar uma quebra de linha <br/>:

Como eu te amo?  
Deixe-me contar as maneiras
*Este é itálico* e também _este_.
**Este é negrito** e também __este__.
Use ***itálico e negrito juntos*** se você ___precisar___.

Você também pode selecionar texto e pressionar CTRL+I ou CTRL+B para alternar itálico ou negrito respectivamente.

Existem três formas de gravar links. Cada uma é mais fácil de ler do que a anterior:

Este é um link em linha para [Google](https://www.google.com/).
Este é um link de estilo de referência para [Google][1].
Este é um link bem legível para [Yahoo!][yahoo].

  [1]: https://www.google.com/
  [yahoo]: https://www.yahoo.com/

Você também pode selecionar texto e pressionar CTRL+L para fazer dele um link, ou pressionar CTRL+L sem texto selecionado para inserir um link na posição atual.

As definições do link podem ser exibidas em qualquer lugar no documento -- antes ou depois do local onde você as usará. Os nomes de definição de link [1] e [yahoo] podem ser uma string exclusiva e não diferenciam letras maiúsculas e minúsculas; [yahoo] é o mesmo que [YAHOO].

Os links podem ter um atributo de título, que será exibido suspenso. Atributos do título também podem ser adicionados; eles são úteis se o link em si não for descritivo o suficiente para dizer aos usuários para onde eles estão indo.

Here's a <span class="bg-black-200">[poorly-named link](https://www.google.com/ "Google")</span>.
Nunca escreva "[clique aqui][^2]".
Visite-[nos][web].
  [^2]: https://www.w3.org/QA/Tips/noClickHere
        (Recomendação contra a frase "clique aqui")
  [web]: https://pt.stackoverflow.com/ "Stack Overflow em Português"

Você também pode usar a sintaxe de hyperlink HTML padrão.

<a href="https://example.com" title="exemplo">exemplo</a>

Modificamos nosso analisador do Markdown para dar suporte às URLs "nuas" (na maioria mas não em todos os casos -- tome cuidado com caracteres incomuns em suas URLs); elas serão convertidas em links automaticamente:

Eu frequentemente visito https://example.com.

Force as URLs colocando-as entre sinais de maior e menor (< >):

Você viu <https://example.com>?

As URLs podem ser relativas ou completas.

Destaque o texto para fazer os dois cabeçalhos <h1> <h2> de nível superior :

Cabeçalho 1
========
Cabeçalho 2
--------

Você também pode selecionar texto e pressionar CTRL+H para percorrer diferentes tipos de cabeçalhos.

O número de sinais = ou - não importa; um funcionará. Mas usar o suficiente para realçar o texto mostra melhor seus títulos em texto sem formatação.

Use marcas hash para vários níveis de cabeçalhos:

# Cabeçalho 1 #
## Cabeçalho 2 ##
### Cabeçalho 3 ###

Os caracteres # de encerramento são opcionais.

Insira uma linha horizontal <hr/> colocando três ou mais hífens, asteriscos ou sublinhados em uma linha:

---

Você também pode pressionar CTRL+R para inserir um traço horizontal.

Regra nº 1
---
Regra nº 2
*******
Regra nº 3
___

O uso de espaços entre os caracteres também funciona:

Rule #4   
- - - -

Você também pode pressionar CTRL+R para inserir um traço horizontal.

Uma lista <ul> com marcadores:

- Use um sinal de menos para um marcador
+ Ou o sinal de mais
* Ou um asterisco

Uma lista <ol> numerada:

1. As listas numeradas são fáceis
2. O markdown mantém um registro dos números por você
7. Portanto este será o item 3.

Você também pode selecionar texto e pressionar CTRL+U ou CTRL+O para alternar lista não enumerada ou lista enumerada respectivamente.

Uma lista de espaçamento duplo:

- Esta lista fica incluída em <p> tags
 
- Portanto haverá espaço extra entre os itens

Para colocar outros blocos de Markdown em uma lista; adicione quatro espaços para cada nível:

1. Relaciona um item na lista:
    - Recuo de quatro espaços.
        * recuo de oito espaços.
    - Quatro espaços novamente.
1. Relaciona um item na lista:
    - Recuo de quatro espaços.
        * recuo de oito espaços.
    - Quatro espaços novamente.
2.  Vários parágrafos em uma lista de itens:
    É melhor recuar os quatro espaços dos parágrafos
    Você pode conseguir com três, mas pode ser obtido
    confuso quando você aninha outras coisas.
    Use um limite de quatro.
 
    Recuamos a primeira linha um espaço extra para alinhar
    com estes parágrafos.  No uso real, devemos fazer
    para a lista inteira de modo que todos os itens fiquem alinhados.
 
    Este parágrafo ainda faz parte da lista de itens, mas parece desordenado para os humanos.  Portanto é uma boa ideia incluir manualmente os parágrafos aninhados, como fizemos com os dois primeiros.
 
3. Citações num item da lista:
 
    > Pule uma linha e
    > recue os quatro espaços do >.
 
4. Texto pré-formatado em um item da lista:
 
        Pule uma linha e recue oito espaços.
        Há quatro espaços para a lista
        e quatro para ativar o bloco de código.

Adicione um > no começo de qualquer linha para criar um blockquote.

> A sintaxe é baseada no modo como programas de e-mail 
> geralmente fazem citações. Você não precisa inserir quebras de linha
> para cada parágrafo da sua citação, mas vai ficar visualmente melhor se você o fizer.  Depende do quão preguiçoso você se sente.

You can also select text and press CTRL+Q to toggle a blockquote.

Para colocar outros blocos de Markdown numa citação basta adicionar '>' seguido de um espaço:

Para colocar outros blocos de Markdown numa citação basta adicionar '>' seguido de um espaço:

> O `>` nas linhas em branco é obrigatório
> para criar um único bloco de citação.
> 
> Se você omitir o `>` extra
> você vai acabar com
> dois blocos de citação distintos.

Citação dentro de citação:

> Uma citação padrão é recuada
> > Uma citação aninhada é mais recuada
> > > > Você pode aninhar até qualquer nível.

Listas em uma citação:

> - Uma lista em uma citação
> - Com um &gt; e um espaço na frente dele
>    * Uma sub-lista

Texto pré-formatado em uma citação:

>     Recue cinco espaços no total. O primeiro
>     é parte do indicador de citação.

As imagens são exatamente como links, mas têm um ponto de exclamação na frente:

![XHTML válido](https://w3.org/Icons/valid-xhtml10).

Você também pode pressionar CTRL+G para inserir uma imagem.

A palavra entre colchetes é o texto alternativo, que é exibido se o navegador não puder exibir a imagem. Inclua um texto alternativo com significado para o software de leitura na tela.

Da mesma forma que os links, as imagens funcionam com títulos e sintaxe de referência:

Esta página é uma ![marca de seleção XHTML ][válida].
 
[marca de seleção]: https://w3.org/Icons/valid-xhtml10
             "Do que você está rindo?"

Observe: O markdown atualmente não oferece suporte para a sintaxe de referência mais curta para imagens:

Aqui há uma ![marca de seleção] incompleta.

Mas você pode usar uma versão um pouco mais detalhada dos nomes de referência implícitos:

Esta ![marca de seleção][] funciona.

O nome de referência também é usado como texto alternativo.

Você também pode usar a sintaxe de imagem HTML padrão, que permite dimensionar a largura e a altura da imagem.

<img src="https://example.com/sample.png" width="100" height="100">

As URLs podem ser relativas ou completas.

Se precisar fazer algo com o qual o markdown não pode lidar, use HTML. Observe que oferecemos suporte apenas para um subconjunto de HTML muito explícito!

 Para reinicializar o computador, pressione <kbd>ctrl</kbd>+<kbd>alt</kbd>+<kbd>del</kbd>.

O Markdown é inteligente o suficiente para não deturpar o HTML de nível de intervalo:

<b>O markdown funciona *bem* aqui.</b>

Os elementos de HTML do nível do bloco têm poucas restrições:

  1. Elas devem estar separadas do texto adjacente por linhas em branco.
  2. As tags de início e de fim do elemento mais externo do bloco não devem estar recuadas.
  3. Markdown não pode ser usado dentro dos blocos de HTML.
<pre>
    Você <em>não</em> pode usar markdown aqui.
</pre>

Necessita de mais detalhes?

Visite a especificação oficial do CommonMark.


Inclusões no Stack Exchange

As seções a seguir descrevem alguns recursos adicionais para formatação de texto que não fazem parte oficialmente do CommonMark.

Para falar sobre uma tag neste site, , use

Consulte as muitas perguntas com a tag [tag:elephants] para saber mais.

A tag irá automaticamente ser linkada com a página da tag correspondente.

To hide a certain piece of text and have it only be visible when a user clicks it, use the blockquote syntax with an additional exclamation point:

Ao final do episódio cinco, descobrimos que  >! ele é na verdade o pai dele.

Os blocos de código podem ser destacados usando highlight.js. Em muitos casos, a linguagem de destaque de sintaxe será inferida a partir das tags da pergunta.

Para especificar manualmente a linguagem de um bloco de código cercado, adicione a linguagem à linha da cerca de abertura:

``` lang-js
setTimeout(function () { alert("JavaScript"); }, 1000);
```

Você pode usar uma das linguagens de código suportadas, como lang-cpp ou lang-sql, ou você pode especificar uma tag, e o realce de sintaxe associado a esta tag será usado.

Para especificar o idioma de destaque da sintaxe a ser utilizado não apenas para o próximo, mas para todos os blocos de código a seguir, use:

<!-- language-all: lang-html -->

Para especificar que você não deseja nenhum destaque de sintaxe para um bloco de código, use:

<!-- language: lang-none -->

Our support for tables is based on the GitHub-flavored markdown table extension specification.

| Um cabeçalho | Outro cabeçalho |
| ------------ | --------------- |
| Primeira     | linha           |
| Segunda      | linha           |

Alinhamento

You can set the alignment of a table column by including a : in the corresponding cell of the separator line. A : on the left will make a column left-aligned (this is the default). A : on the right will make it right-aligned. Both left and right :s will produce a center-aligned column.

| esquerda | centro | direita |
|:-------- |:------:| -------:|
| Um       | Dois   | Três.   |

Detalhes de sintaxe

  • Uma linha de cabeçalho é necessária e deve ser seguida por uma linha separadora com o mesmo número de células
  • As células são separadas por um símbolo de barra vertical (|)
  • As barras verticais iniciais e finais são opcionais
  • O espaçamento e os caracteres - não precisam estar alinhados visualmente

Os comentários aceitam apenas negrito, itálico, código e links; além disso alguns links abreviados estão disponíveis.

texto em _itálico_ e **negrito**, `código entre acentos graves` em linha e [links básicos](https://example.com).

Links abreviados compatíveis:

  • [meta] – link para o site Meta atual; o texto do link é o nome do site (por ex. "Super Meta do usuário"). Não faz nada se o site não tiver (ou já for) um site Meta.

  • [main] – como [meta] e vice-versa.

  • [edit] – link para a página de edição para a publicação onde está o comentário, ou seja, /publicações/{id}/editar. O texto do link é "editar" (as maiúsculas são respeitadas).

  • [tag:tagname] e [meta-tag:tagname] – link para a página da tag específica. O texto do link é o nome da tag.meta-tag funciona apenas em sites meta.

  • [help], [help/on-topic], [help/dont-ask], [help/behavior] e [meta-help] – link para páginas da central de ajuda visitadas com frequência. O texto do link é "central de ajuda" (as maiúsculas são respeitadas). Todos os links apontam para o site principal.

  • [tour] – link para o Tour. O texto do link é "tour" (as maiúsculas são respeitadas)

  • [so], [pt.so], [su], [sf], [metase], [a51], [se] – link para o site específico. O texto do link é o nome do site.

  • [chat] – um link para o site de chat do site atual, com o texto "Chat do {site name}".

  • [ask], [answer] – link para a página Como perguntar ou Como responder.

  • [mcve], [mre], [reprex], [repro], [example] – link to /help/minimal-reproducible-example, with the link text "Exemplo Mínimo, Completo e Verificável".

  • [algo.se] – link para algo.stackexchange.com, se esse site existir. O texto do link é o nome do site. Use [ubuntu.se] para Ask Ubuntu.

O proprietário da publicação em que você estiver comentando sempre será notificado do seu comentário. Se você estiver respondendo a alguém que anteriormente comentou na mesma publicação, mencione o nome de usuário dele: @peter e @PeterSmith notificarão alguém que tenha feito comentários com o nome “Peter Smith”.

Geralmente é suficiente mencionar apenas o primeiro nome do usuário cujo comentário você estiver respondendo, por ex. @ben ou @marc. No entanto, talvez deva ser mais específico se três pessoas chamadas Ben tiverem respondido em comentários anteriores, adicionando o primeiro caractere do sobrenome, por ex. @benm ou @benc Os espaços não são válidos nos nomes em respostas a comentários, portanto não use @peter smith, sempre use @peters ou @petersmith.

Se o usuário ao qual você está respondendo não tem um nome e sobrenome natural, simplesmente insira caracteres suficientes do nome para deixar claro para quem você está respondendo. Três é o mínimo, portanto se você estiver respondendo para Fantástico, insira @fan, @fant, ou @fantastic.

Você pode usar o mesmo método para notificar qualquer editor da publicação, ou – se for o caso – para o moderador que encerrou a pergunta.